segunda-feira, 28 de junho de 2010

Vila Jardim Santa Cecília em Santa Teresa

Fotos do Tricilo e ruas (Do livro do Felipe Fortuna).

Entre vários e-mails que O GUIA LEGAL recebe cada dia, aparece este do Sr. JOSE TADEU PEREIRA DA SILVA de Pelotas, RS:

“Olá! Boa Noite. O site é muito interessante mas vocês não tem por
aí fotos do bondinho do Condomnio Jardim Santa Cecília em Santa Teresa,
andei muito nele mas na época (1960) não possuia máquina fotográfica”.

Lembreu um dos vários livros que comprei os últimos 13 anos, e a foto estava lá!

Aproveito para colocar esta curiosidade no BLOG!

JOSÉ

Tenho sim as fotos, e estou enviando para você. O TRICICLO ainda existe, e funciona!. O único site na Internet que menciona ele é O GUIA LEGAL. Para tirar foto atual, até para entrar no lugar, devo contatar a Dona Beatriz, a Sindica do Condomínio.

São do livro CURVAS, LADEIRAS de Felipe Fortuna, e as fotos foram feitas por ele.

Ele escreve:

Vila Santa Cecilia 1 "Algumas escarpas, em Santa Teresa, criaram vizinhanças inesperadas. A Vila Santa Cecília, parecida com um vilarejo íngreme, é o melhor exemplo. Quem passa em frente ao estranho edifício amarelo, bem ao lado do Colégio Suíço-Brasileiro, não percebe que sua fachada esconde a entrada de uma gruta, que leva a um caminho sinuoso por uma vertente até o alto do morro. Por dentro do falso edifício, o que existe é uma minúscula estação de onde se Vila Santa Cecilia 2pode caminhar mais de um quilometro por um conjunto surpreendente de sobrados e casas. O mais inusitado é o pequeno triciclo movido a gás que carrega os passageiros, guiado pela roda da frente que se encaixa em um único trilho. De certa maneira, funciona como um elevador, que segue pela montanha numa viagem de mais de quinze minutos, embora só transporte quatro pessoas.

Vila Santa Cecilia 3 A vila já foi praticamente um território estrangeiro de suíços, alemães, franceses. Nada poderia ser mais isolado, já que nenhum carro entra por aqueles caminhos. O triciclo, por sua vez, interrompe as suas lentas viagens por volta das onze horas da noite, e só recomeça às seis horas da manhã. Minha mãe mantinha amizade com uma família estrangeira, e graças a ela eu conseguia andar no triciclo. Pois, se eu estivesse sozinho, apenas pelo prazer de ser transportado naquele veículo que não tinha igual em qualquer outro lugar do mundo, o porteiro me barraria ainda na entrada da vila. Djanira morou ali, numa casa em frente à pracinha. Contam que sua vizinha ganhou de presente vários desenhos e quadros que a pintora fez naquele lugar".

Fonte: Felipe Fortuna, Curvas, Ladeiras, bairro de Santa Teresa, Topbooks Editora 1998.

Me conta se o e-mail chegou bem, obrigado por contatar O Guia Legal!

GERARDO MILLONE

LOGO O Guia Legal-300-LISA

www.oguialegal.com

2 comentários:

José tadeu disse...

Olá! Estou novamente no blog, agora de volta ao Rio de Janeiro. Para aumentar a história sobre o Condomínio consegui lembrar que o porteiro na época era o Sr. Tiburcio e que eu ia lá pois minha irmã trabalhou na casa do Professor Leopoldo Alves Campos, numismata e desenhista da Casa da Moeda, com diversos selos editado pelos Correios!

Walter Heinz Müller disse...

Olá !

Fui morador da Vila Jardim Santa Cecília de 1945 a 1969 e de 1979 a 1994, somando, portanto, 39 anos.
Li a matéria a respeito e gostaria de fazer os seguintes reparos...
1 - O carrinho a gás que conduz os moradores vila acima e vila abaixo, tem a capacidade para transportar 5 passageiros (além do motorista) e não 4 como foi mencionado.
2 - O tempo do trajeto da portaria da vila até o cume do morro não passa de 5 minutos.
3 - O comprimento total do caminho, da base até o alto da vila é de 600 metros.

Atenciosamente
Walter Heinz Müller
E-mail: whmuller@yahoo.com.br